Subseção
Guarapari
(27) 3261-6083
     
     
 
PRESIDENTE CONTA
 
Lamachia destaca presidente da Comissão de Prerrogativas para acompanhar caso de advogado morto no PI
Postado em: 14/06/2016
segunda-feira, 13 de junho de 2016 às 19h14
Brasília - Consternado pelo crime que vitimou o advogado Kelson Dias Feitosa, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, já designou um representante da Ordem para acompanhar pessoalmente o caso. O ex-presidente da OAB-PA e presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Jarbas Vasconcelos do Carmo, estará nesta terça-feira em Barras, cidade localizada a 122 quilômetros de Teresina, para acompanhar os desdobramentos do crime e prestar suporte à família da vítima.

Além de manifestar profundo pesar com o crime, Lamachia demonstrou indignação com o ocorrido. "É necessário apurar com celeridade o caso e mostrar que esse tipo de situação é inaceitável. O advogado é fundamental para a democracia e, portanto, este crime se revela um atentado ao próprio sistema da justiça", disse Lamachia.

“Precisamos estar cada vez mais próximos da advocacia brasileira, garantindo de maneira intransigente a defesa do livre exercício da profissão. Temos que mostrar que não teremos uma sociedade livre, justa, igualitária e democrática se os advogados e suas prerrogativas não forem respeitadas”, acrescentou o presidente nacional da OAB.

Feitosa teria sido morto depois de uma discussão com o sobrinho de um cliente, que era acusado pelo tio de aplicar golpes contra sua empresa. Segundo informações fornecidas pela polícia local, o suspeito discutiu com Feitosa, mas o crime não aconteceu no calor do bate-boca, já que ele deixou o escritório da vítima para retornar momentos depois em posse de um revólver. De acordo com a polícia, Feitosa levou três tiros e morreu no local. O crime ocorreu na manhã desta segunda-feira (13), em Barras.

Ainda de acordo com relatos de policiais, depois de atirar em Feitosa, o suspeito teria tentado matar o próprio tio, com quem está em litígio judicial, mas o revólver não teria funcionado. O suspeito acabou se entregando aos policiais.
 
 

© 2021 - OAB - Guarapari - ES - Todos os Direitos Reservados

Rua Francisco Furtado, 143, Ed. Gama I - Muquiçaba - Guarapari - ES
CEP: 29.200-000

Telefones: (27) 3261-6083 / 3261-1091